SANANGA – O COLÍRIO DA FLORESTA

A Amazônia é o pulmão do planeta, berço de muitas espécies de plantas e de animais, e muitas plantas são utilizadas pelos povos nativos para curas físicas e espirituais, e muitas delas são desconhecidas pela ciência, uma dessas plantas é um arbusto tropical (Tabernaemontana Sananho) que da origem ao colírio sananga. A sananga é um colírio feito pelos índigenas da Amazônia e de uso ancestral. A sananga possui diferentes graus de força, que vai de acordo com a diluição da raiz em água, tem sanangas que são mais suaves e algumas que são mais fortes.

A sananga é feita com a raiz desta planta e com água, onde é extraído um sumo, feito de forma totalmente natural. A sananga tem como princípio ativo a Ibogaína, que é uma poderosa substância aliada no tratamento de várias doenças crônicas, e é estimulante. Os indígenas usam a sananga para tratamentos de problemas físicos e espirituais, pingando uma gota em cada olho, é indicado seu uso uma vez por semana, e não é recomendável usá-la todo dia.

Um dos povos que usam a sananga são os Kaxinawás, antes de ir pra caça eles utilizam para melhorar a percepção, melhorar a visão, trazendo mais sorte e mais alegria, ajudando a ser um melhor caçador na floresta. Ela é utilizada também quando está com panema, que é uma energia negativa, pesada, com a mente negativa e não sonha bem. A sananga afasta os maus espíritos, amplia a visão. A sua utilização causa um ardor nos olhos, que segundo os nativos acontece quando a pessoa está carregada espiritualmente. Energeticamente ela melhora a visão, o bem estar, amplia os sentidos.

A sananga ajuda a limpar o canal ocular, é indicado em casos de: glaucoma, conjuntivite, catarata, terçol, miopia, astigmatismo, hipermetropia, distrofia, daltonismo, olho seco, fotofobia, presbiopia, ceratocone e dor de cabeça crônica, além de propiciar paz de espírito e aumentar nossa energia vital. Ela age como coadjuvante no tratamento do globo ocular, auxiliando no tratamento ou prevenção irritações nos olhos, não sendo indicado seu uso após uma cirurgia.

Esperamos que essa informação contribua com você. Dúvidas ou sugestões deixei seu comentário abaixo, e siga a gente em outros canais e redes sociais.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s